Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Manhã

Domingo, 17.06.12

Cheiro restos
da noite na penumbra do amanhecer

Ruas de
passos despidas

Erguem-se amparadas
por ladainhas

Revindas do âmago
ainda quente

Do teu ventre…

És alvorada
pálida de jejuns

De ninho
vazio sem cantos

De aves arribadas
pra Sul

Neste adeus
deserto

De fendas recônditas

No sonho dormente
no fundo do leito

Deste rio lento

Por onde
transitam os teus olhos…

…A manhã é
parda em mim

 

Rosa Fonseca

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 22:23





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930